Estudo indica que, em profissões criativas, cocriação com clientes pode prejudicar o resultado financeiro | Universidade Feevale

Estudo indica que, em profissões criativas, cocriação com clientes pode prejudicar o resultado financeiro

20/11/2020 - Atualizado 17h17min

Pesquisa foi realizada no âmbito dos mestrados em Indústria Criativa e Administração da Universidade Feevale

cocriação

Em áreas mais criativas, a cocriação de valor com o cliente – ou seja, quando o cliente trabalha junto com o setor criativo –, embora possa gerar sua satisfação, pode prejudicar o retorno financeiro. É isso que conclui o artigo The Moderating Role of Creativity in the Relation Between Collaboration and Performance, dos mestrados em Indústria Criativa e Administração da Universidade Feevale. Escrito pelos professores Serje Schmidt, Dusan Schreiber, Cristiano Max Pereira Pinheiro e Maria Cristina Bohnenberger, o estudo foi publicado no International Journal of Innovation Management.

De acordo com o líder da pesquisa, professor Serje Schmidt, o objetivo foi verificar se a cocriação de valor com o cliente, na indústria criativa, teria resultados positivos ou negativos. “Em outros mercados, estudos mostram que essa prática é uma potencial fonte de inovação, gerando uma melhor aceitação dos produtos e, consequentemente, melhor desempenho das empresas”, explica.

Nosso intuito foi avaliar até que ponto artistas, artesãos, músicos, fotógrafos e outros profissionais criativos se beneficiam da interação com seus clientes para gerar valor compartilhado”, relata o pesquisador.

Para isso, foi feito um estudo com mais de 1.100 alunos da Universidade Feevale, que, após responderam a um questionário on-line, foram separados em grupos de profissionais mais criativos e menos criativos. Os resultados mostraram que, de fato, em profissões menos criativas a cocriação de valor impacta na satisfação dos clientes e gera um trabalho mais criativo. Entretanto, em profissões mais criativas, embora a satisfação do cliente também aumente, a resultado financeiro fica prejudicado. “Provavelmente, nesses casos, o cliente acaba impondo a sua visão e prejudicando a criatividade”, avalia Serje.

A pesquisa completa pode ser acessada no link: https://doi.org/10.1142/S1363919620500516.

 

Atendimento Feevale

Câmpus I

De segunda a sexta-feira, das 7h15min às 22h15min.

Câmpus II

De segunda a sexta-feira, das 8h às 22h15min.
Aos sábados, das 8h às 12h.

Câmpus III

De segunda a sexta-feira, das 9h15min às 11h30min e das 12h30min às 18h.

Retornaremos o seu contato no prazo máximo de 72 horas úteis, a contar do momento de conhecimento do contato, podendo este ser ampliado em situações mais complexas.

Atendimento Feevale

Os atendimentos presenciais realizados no setor Atendimento Feevale de ambos os câmpus podem ser agendados.

Localização: sala 207 – 2º andar
Horário: de segunda a sexta-feira, das 7h15min às 22h15min.
Localização: sala 101 – térreo do prédio Lilás.
Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h15min.
Aos sábados, das 8h às 12h.
Localização: sala 003 - pavimento 0 do prédio Sede.
Segunda a sexta-feira, das 9h15min às 11h30min e das 12h30min às 18h.
Verifique os demais setores que disponibilizam o atendimento agendado.