Feevale e Prefeitura lançam projeto para diminuir discriminação em escolas de Novo Hamburgo | Universidade Feevale

Feevale e Prefeitura lançam projeto para diminuir discriminação em escolas de Novo Hamburgo

19/04/2018 - Atualizado 14h45min

Ação é desenvolvida pela Universidade Feevale, em parceria com as secretarias municipais de Educação e Cultura
 
Nesta sexta-feira, 20 de abril, a Universidade Feevale lançará o projeto A escola que ninguém vê: mais empatia e menos discriminação em Novo Hamburgo. O projeto é realizado pelo grupo de estudos Criança na Mídia da Instituição, com a Secretaria Municipal de Educação (SMED) e a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) do município. O evento acontecerá às 8h30min, no Espaço Arena, localizado no prédio Vermelho, Câmpus II da Instituição.
 
O objetivo do projeto é reunir um grupo de profissionais que vivem o cotidiano da escola pública na cidade e promover debates a fim dedesenvolver um olhar de redescoberta da rotina escolar. A inspiração da proposta é a produção jornalística e literária da jornalista Eliane Brum,para discutir o contexto contemporâneo marcado por exclusões e discriminações. 
 
A coordenadora do Criança na Mídia e integrante da Secretaria Municipal de Educação (SMED), Saraí Schmidt, destaca a importância desse debate na atualidade. "Esta será uma parceria muito significativa para o nosso grupo de estudos. Estamos conseguindo avançar nessa integração efetiva entre a equipe e a rede pública, o que amplia a contribuição e o sentido da Universidade. Será uma oportunidade para redescobrir a escola e a profissão docente. Vivemos um tempo no qual o espaço da escola está sendo colocado a cada dia em xeque. A proposta é potencializar o olhar de quem está na escola como agente para promover mais empatia e menos discriminação em nossa cidade", disse ela.
 
Serão seis encontros sob eixos de discussão que abordem temas como educação, representação midiática, trabalho, vida social, empatia, relações familiares e diversidade.  Esta primeira edição é dirigida aos professores da rede municipal e, ao longo do ano, cada participante poderá seexpressar por meio de diferentes linguagens,  como produção de textos e experiências audiovisuais, o seu olhar para a escola e a profissão docente. O resultado será uma exposição itinerante que percorrerá espaços culturais, escolas e universidades. As inscrições estão encerradas.  
 
A curadoria da pesquisa para o planejamento dos encontros será da jornalista e mestre em Processos e Manifestações Culturais da Feevale, Marina Mentz, e do jornalista Tiago Fiorante;  já a consultoria em audiovisual será do jornalista Rafael Petry (estes dois últimos, integrantes da equipe da Secult).

 
Atendimento Feevale Câmpus I De segunda a sexta-feira, das 7h15min às 22h15min. Câmpus II De segunda a sexta-feira, das 8h às 22h15min.
Aos sábados, das 8h às 12h
Câmpus III De segunda a sexta-feira, das 9h15min às 11h30min e das 12h30min às 18h. (51) 3586 8800 Núcleo de Relacionamento De segunda a sexta-feira, das 7h30min às 22h.
Aos sábados, das 8h30min às 13h45min.
(51) 3586 8822 falecomafeevale@feevale.br Retornaremos no prazo de 72 horas úteis. Contate-nos
Atendimento Feevale

Os atendimentos presenciais realizados no setor Atendimento Feevale de ambos os câmpus podem ser agendados.

Localização: sala 207 – 2º andar
Horário: de segunda a sexta-feira, das 7h15min às 22h15min
Localização: sala 101 – térreo do prédio Lilás
Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h15min
Aos sábados, das 8h às 12h
Localização: sala 003 - pavimento 0 do prédio Sede
Segunda a sexta-feira, das 9h15min às 11h30min e das 12h30min às 18h

Verifique os demais setores que disponibilizam o atendimento agendado.

Saiba mais