Ópera O Quatrilho se apresenta no Teatro Feevale | Universidade Feevale

Ópera O Quatrilho se apresenta no Teatro Feevale

Crédito: Gilberto Perin
14/05/2019 - Atualizado 15h54min

Ingressos podem ser adquiridos na casa de espetáculos ou pelo site www.uhuu.com


Após o sucesso da primeira turnê, que reuniu cerca de seis mil pessoas em diversos palcos do Rio Grande do Sul no ano passado, a ópera O Quatrilho estará no Teatro Feevale no dia 18 de junho. A obra em dois atos de Vagner Cunha tem libreto de José Clemente Pozenato, autor do romance homônimo que conta a história de dois casais de descendentes italianos que constroem suas vidas no interior do Estado no início do século XX.

Nas apresentações, com regência do maestro Antonio Carlos Borges-Cunha e direção cênica de Luís Artur Nunes, há 12 músicos da Camerata OntoArte e sete cantores em cena: Carla Maffioletti (soprano) no papel de Teresa, Maíra Lautert (soprano) como Pierina, Flávio Leite (tenor) como Ângelo, Daniel Germano (barítono) interpretando Mássimo, Luciane Bottona (contralto) no papel de Tia Gema, Ricardo Barpp (barítono) como Cósimo e Pedro Spohr (baixo) como Rocco.

O enredo da história baseia-se em fatos reais, retratando o cotidiano e a realidade dos imigrantes do Sul do Brasil em 1910, mostrando o poder da mulher nas decisões de família e também de negócios. A história acontece em uma comunidade rural de imigrantes italianos, quando dois casais se unem para sobreviver e decidem morar na mesma casa. Com o tempo, a esposa de um passa a se interessar pelo marido da outra, sendo correspondida. Os dois amantes decidem fugir e recomeçar outra vida, deixando para trás seus parceiros, que viverão uma experiência dramática e constrangedora, mas nem por isso desprovida de amor. O título faz analogia ao jogo do quatrilho: jogo de cartas em que os parceiros se trocam ao longo da partida. Tudo pode acontecer nesse jogo.

Lançado em 1985, o livro O Quatrilho, de José Clemente Pozenato, tornou-se filme em 1995, sob a direção de Fábio Barreto, e concorreu no ano seguinte ao Oscar de melhor filme estrangeiro. A obra também já foi adaptada para os teatros e, em 2018, ganhou sua versão em ópera.

A turnê é uma realização do Ministério da Cidadania, com direção artística da Bell’Anima Produções Artísticas e produção executiva da Branco Produções. A programação deste ano contará, ainda, com ações paralelas em cada cidade visitada, reunindo comunidade e lideranças locais para discutir, em palestras e mesas-redondas, as temáticas Arte & Liderança: a experiência estética da música na formação do indivíduo e Protagonismo Feminino: a força da autenticidade.

SERVIÇO:

Ópera O Quatrilho

  • Data: 18 de junho, terça-feira, às 21h
  • Local: Teatro Feevale (ERS-239, 2755, Novo Hamburgo)
  • Ingressos online: www.uhuu.com
  • Preço único: R$ 90,00 inteiro e R$ 45,00 meia-entrada
  • Bilheteria do Teatro Feevale
  • Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h e sábados das 9h às 13h
  • Bilheteria do Teatro Bourbon Country (Av. Túlio de Rose, 80, Porto Alegre)
  • Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 13h às 21h; e domingos e feriados, das 14h às 20h

Crédito da foto: Gilberto Perin

 
Atendimento Feevale Câmpus I De segunda a sexta-feira, das 7h15min às 22h15min. Câmpus II De segunda a sexta-feira, das 8h às 22h15min.
Aos sábados, das 8h às 12h
Câmpus III De segunda a sexta-feira, das 9h15min às 11h30min e das 12h30min às 18h. (51) 3586 8800 falecomafeevale@feevale.br Retornaremos no prazo de 72 horas úteis. Contate-nos
Atendimento Feevale

Os atendimentos presenciais realizados no setor Atendimento Feevale de ambos os câmpus podem ser agendados.

Localização: sala 207 – 2º andar
Horário: de segunda a sexta-feira, das 7h15min às 22h15min
Localização: sala 101 – térreo do prédio Lilás
Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h15min
Aos sábados, das 8h às 12h
Localização: sala 003 - pavimento 0 do prédio Sede
Segunda a sexta-feira, das 9h15min às 11h30min e das 12h30min às 18h

Verifique os demais setores que disponibilizam o atendimento agendado.

Saiba mais